ProfMat2018

XXXIV ProfMat - Conferências plenárias

 

Intervenções de fundo no ProfMat, que incidem sobre temas de interesse geral, realizadas por pessoas convidadas pela organização e com reconhecida experiência na área que vão abordar.

4.ª Feira, 4 de abril 5.ª Feira, 5 de abril 6.ª Feira, 6 de abril
10:00 - 11:15 12:00 - 13:15 10:00 - 11:15 14:45 - 16:30
CP01 CP02 CP03 CP04
     
   
CP01 Henrique Leitão - CIUHCT, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
  Tema: Contributos portugueses para a reforma do calendário no século XVI 
resumo: 
Esta apresentação tem dois objectivos. Por um lado, dar a conhecer alguns aspectos mais técnicos da estrutura do nosso calendário, o calendário gregoriano, susceptíveis de interessar a uma audiência de professores de matemática e eventualmente utilizáveis em sala de aula. Por outro lado, apresentar algo da história da implementação do calendário gregoriano no século XVI, com especial destaque para os pareceres técnicos feitos por astrónomos portugueses, um episódio praticamente desconhecido da história científica nacional. O trabalho que aqui apresento tem sido feito em colaboração com José Madruga Carvalho e será em breve publicado no livro A Reforma do Calendário em Portugal no século XVI.

 

   
CP02 António Domingos - UIED, Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL
Tema: Tecnologia e currículo: passado, presente e futuro
resumo: 

Desde a década de 80 do século passado que as tecnologias têm marcado presença na Escola, através da tentativa da sua integração nos processos de ensino e aprendizagem. Esta integração tem sido impulsionada por diferentes estratégias e projetos de âmbito nacional e internacional, tendo por vezes sido relacionada com o currículo, mas suas várias dimensões. Nesta conferência pretende-se lançar um olhar reflexivo, do ponto de vista da Educação Matemática,  sobre a forma como as tecnologias foram sendo integradas nas várias dimensões curriculares e apropriadas pelos vários intervenientes no currículo, ao longo destes mais de 30 anos. Espera-se poder contribuir destas forma para uma maior consciencialização da importância que estas ferramentas possam vir a ter em todo o processo de ensino e aprendizagem da Matemática.

 

   
CP03 Alexandra Rodrigues - Instituto de Gouveia – Escola Profissional
Tema: Ensino profissional: educar para o futuro
resumo: 
A vertente profissional é fundamental na vida da maioria das pessoas e o motor da economia global. A um nível pessoal, a profissão de cada indivíduo não se limita a fornecer os meios de sobrevivência em termos de alimentos, roupas e alojamento, mas o tipo de trabalho realizado por indivíduos e grupos tem também um impacto importante sobre a sua autoidentidade, posição social e padrão de vida. O ensino profissional produz impacto a nível social, económico, educacional, provocando alterações no mercado de trabalho e nas políticas de desenvolvimento, tendo consequências ao nível da construção da economia e na promoção de um desenvolvimento sustentável. A OCDE considera que o ensino profissional contribui para dotar os indivíduos de competências transversais que lhes permitam a aprendizagem ao longo da vida e que suportem o desenvolvimento profissional num mercado de trabalho em rápida evolução. Assiste-se à valorização da formação ao longo da vida e a um crescimento da importância atribuída à formação técnica e profissional em todos os níveis de ensino, como preparação para integrar o mundo do trabalho. Na era da informação emergente, tanto a natureza do trabalho como a preparação para o trabalho estão a atravessar grandes mudanças, com o aparecimento de profissões que envolvem conhecimentos tecnológicos e a valorização da formação para ingressar na vida ativa. É urgente refletir sobre o papel da Matemática no currículo dos cursos profissionais, por forma a que a disciplina seja um contributo na educação integral dos jovens, ajudando na formação dos cidadãos do século XXI.

 

   
CP04 Ana SantiagoUIED, Escola Superior de Educação do IPVC
  Lina Fonseca Escola Superior de Educação do IPVC
Tema: Educação financeira e a Matemática – Contributos para a Cidadania
resumo: 
A Educação Financeira é um tema que tem vindo a ganhar destaque tanto a nível internacional como a nível nacional, sendo hoje um tema incontornável no meio escolar. Pretende capacitar os alunos, desde os anos iniciais da escolaridade, sobre assuntos relacionados com finanças, de modo a alargar conhecimentos, desenvolver atitudes e capacidades, promovendo uma cidadania consciente e reflexiva e ajudando a combater fatores de exclusão financeira. Existe, desde 2013, um documento oficial orientador para a implementação do tema em contexto educativo e formativo, o Referencial de Educação Financeira(REF). Uma das grandes finalidades para o Ensino da Matemática, segundo o programa de Matemática em vigor é a interpretação da sociedade. Por outro lado, o REF considera a Educação Financeira uma temática transversal e transdisciplinar da Educação para a Cidadania. Nesta Conferência Plenária será apresentada uma contextualização do tema e serão apresentados exemplos de implementação em contexto educativo e formativo da articulação entre o currículo da matemática e a Educação para a Cidadania, bem como alguns resultados dessa implementação.